Ministérios

Casais de Primeira

 

Casamento – uma relação de Aliança

O entendimento do princípio bíblico do Pacto ou da Aliança de Deus com o Seu povo é o fundamento para a compreensão do ponto de vista de Deus sobre o casamento entre um homem e uma mulher, e modela nosso compromisso rumo a um casamento bem fundamentado e fiel.

Descobrindo as Verdades>>>> O Pacto/A Aliança

 

O que é para você um Pacto ou uma Aliança?

“Por isso, deixando o homem pai e mãe, se une à sua mulher,

tornando-se os dois uma só carne”Gn.2:24

 

1.      O ponto de vista que Deus tem do casamento está baseado na relação de Aliança/Pacto que ele estabeleceu com o Seu povo. A bíblia define esta Aliança como uma relação indissolúvel.

 

“Estabelecerei a minha Aliança entre mim e ti e a tua descendência no decurso das suas gerações, Aliança perpétua, para ser o teu Deus e Deus da tua descendência.”Gn. 17:7

 

“Dar-lhes-ei um só coração e um só caminho, para que me temam

todos os dias de suas vidas, para seu bem e bem de seus filhos.

Farei com eles Aliança eterna, segundo a qual não deixarei de lhes fazer o bem;

e porei o meu temor no seu coração, para que nunca se apartem de mim.”Jr.32:39,40

 

2.      O Pacto que Deus fez com o Seu povo foi selado com sacrifício. Esse sacrifício é prova de que sua Aliança garantirá à sua descendência a promessa.

 

“Traga-me uma novilha, uma cabra e um carneiro, todos com três anos de vida...

Abraão trouxe todos esses animais, cortou-os ao meio

e colocou cada metade em frente à outra”Gn.18:9,10.

 

3.      A Aliança selada no AT entre Deus e o Seu povo apontava para o Pacto que Jesus fez com a Sua Igreja na cruz. (ver Hb.9:12-14)

 

“andai em amor, como Cristo também vos amou, e se entregou a si

mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.”Ef.5:2

 

4.      Qual é realmente o significado de sacrifício?

            R - Sacrifício é oferecer algo especial, de valor, que seja doloroso de entregar, por amor.

 

5.      Para melhor entendermos o significado de sacrifício, vejamos o sacrifício que Deus fez para estabelecer sua Aliança conosco.

( A ) Deus mandou seu Filho de má vontade?

( B ) Ele mandou qualquer coisa que lhe sobrava ou que não mais precisava?

( C ) Ele mandou com muito gozo o melhor que possuía por amor a nós?

 

# Certamente, ele deu o melhor que possuía, algo que lhe era muito caro e precioso, Seu próprio Filho amado, e O ofereceu por amor a nós.

 

6.      O Pacto matrimonial, ou a aliança de um casamento trabalha basicamente em três níveis:

(1) – Um Pacto com Deus por seu matrimônio.

(2) – Um pacto de um com o outro.

(3) – Um pacto da pessoa consigo mesma.

 

#Quer dizer que no matrimônio se faz um pacto com Deus, com os homens, e consigo mesmo

 

7.      O pacto de Deus em sacrificar seu filho por nós, não foi condicionado ao nosso comportamento. Isso quer dizer que Ele não escolheu pessoas por causa de seu bom comportamento. Ele sacrificou o seu Filho ainda que nós não merecêssemos.

 

“Deus prova o seu amor para conosco pelo fato de

 ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.”Rm. 5:8

 

“Maridos, amai vossa mulher, como Cristo amou a Igreja

e a si mesmo se entregou por ela”Ef.5:25

 

8.      Os termos usado em um Pacto de matrimônio:

(1)   – “De estar juntos na alegria e na tristeza”

(2)   – “De estar juntos na riqueza e na pobreza”

(3)   – “De estar juntos na saúde e na doença”

(4)   – “De querer amar até que a morte os separe”

 

# O Pacto que o casal faz de ser fiel um ao outro sem importar o que aconteça, é o que faz com que os votos matrimoniais incluam a possibilidade dos maus tempos.

 

Estabelecendo Diferenças>>>> Contrato X Pacto

 

1.      A maneira de pensar da sociedade moderna está direcionada ao conceito de fazer um contrato do que um pacto. > Um contrato concede benefício e segurança por um determinado tempo que pode ser quebrado por alguma das partes se o outro não o cumpre.

 

2.      A diferença fundamental entre um contrato e um pacto, implica em:

( A ) Um CONTRATO protege seus direitos e define as suas responsabilidades.

            Ex: Contrato de aluguéis de imóveis.

( B ) Um PACTO, define seus direitos e estabelece responsabilidades.

            Que direitos renunciou Jesus e a que responsabilidades se submeteu no pacto que estabeleceu conosco?

            R – Principalmente a sua vida, e aceitou carregar sobre si o pecado dos homens.

 

Sedimentando os fundamentos>>>> Êxito e Prazer no Matrimônio

 

         Deus providenciou recursos/sustento, deleite sexual, filhos, capacidade de comunicação e os sogros, para que fossem aspectos prazerosos e de bem estar dentro do matrimônio.

            No entanto, para muitos casais, essas coisas, se converteram em campo minado de feridas e desilusões.

            Entretanto, podemos trabalhar mais de perto três qualidades necessárias que devem ser observadas para o êxito e felicidade a longo prazo no matrimônio.

 

1.      Conhecimento

(A)  É necessário que o casal se prepare antes para o casamento

 

(B)   Se já estão casados, busquem informações bíblicas e trabalhem juntos pela união.

 

(C)   Se a Palavra de Deus não dissesse nada a respeito de sexo, filhos, comunicação, economia e família, quem sabe todos tivéssemos uma desculpa para o fracasso.

 

“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento.

Porquanto rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei...

 visto que te esqueceste da lei do teu Deus,

também eu me esquecerei de teus filhos.”Os. 4:6

 

(D)  Porém a Palavra de Deus esta cheia de informação prática que nos indica como devemos nos conduzir em cada área de nossa vida.

 

(E)   A primeira coisa que cada um de nós deve fazer na vida é buscar a Deus com diligência pela Sua Graça e Verdade.

“buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas

estas coisas vos serão acrescentadas.”  Mt. 6:33

 

2.      Fidelidade

(A)  Um dos aspectos mais perturbadores no divórcio é que, os que se divorciam, fizeram alguma dia um pacto de serem fiéis e não abandonarem o outro por toda a vida.

 

(B)   Eles juraram ser fiéis a este pacto sem importar com o que aconteceria.

 

(C)   Estes compromissos uma vez assumidos, entre um e outro, têm sua razão de ser, na intenção de dar segurança ao casal.

 

(D)  É preciso que se reconheça entre cristãos verdadeiros a seriedade do rompimento dos votos (Pacto) matrimoniais.

 

(E)   Deus manifesta-se claramente contra a quebra da Aliança entre um homem e uma mulher:

 

“O Senhor foi testemunha da aliança entre ti e a mulher da tua mocidade,

com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira e a mulher da tua aliança... Porque o Senhor, Deus de Israel, diz que odeia o repúdio”  Ml.2:14,16

 

(F)   Cristãos casados devem entender definitivamente que o divórcio não é opção. Não existe essa opção para cristãos verdadeiros. Eles devem adquirir um sólido caráter e convicções para suportar os tempos de dificuldades e tribulações no casamento.

 

(G)  Quando duas pessoas se recusam a dar-se por vencidas, isto traz grande segurança e força ao casamento.

 

(H)  Um casamento forte se produz por meio de duas pessoas que trabalham juntas e se sacrificam por toda a vida em fazer de seu matrimônio um lugar onde Deus é glorificado.

 

3.      Disciplina

(A)  Cada um de nós, na relação de casamento, deve aprender a estar aberto um ao outro com o fim de satisfazer a necessidade um do outro.

 

(B)   Requer-se disciplina para tudo na vida. É preciso disciplina para fazer economia a fim de se obter algo maior e mais valioso. Para bem educar filhos. Para o bom andamento da Igreja. Disciplina para manter as prioridades em ordem. Para se ter uma vida saudável.

 

(C)   Quando não nos disciplinamos com o fim de manter e edificar a ordem apropriada nas nossas vidas, o resultado é um estado de vida em declínio, compostos de problemas, pecados não crucificados. Tudo isso resulta em uma vida espiritual fracassada.

 

(D)  No casamento também é assim. É preciso desenvolver alguma disciplina na relação do casal. É necessário esforço e sacrifício para não deixar coisas que são importantes e prioritárias de lado.

 

(E)   Se você tem um casamento novo, esforce-se dia a dia com o fim de edificar as disciplinas adequadas na sua relação.

 

(F)   Se seu casamento já tem algum tempo, e notou que seu amor esta sendo afogado por atitudes ou a falta delas, e/ou maus hábitos, pare agora, arrependa-se do erro, confesse o seu pecado a Deus, confesse ao outro, e comece hoje mesmo a disciplinar de forma adequada a sua relação familiar.

 

Recapitulando

 

1.      Um PACTO requer um alto grau de sacrifício pessoal, isto é a base de um verdadeiro amor.

2.      Quando os cônjuges concordam mutuamente em sacrificar-se um pelo outro, o egoísmo é colocado de lado e a competitividade é retirada da relação.

3.      Deus fez uma ALIANÇA conosco, e está comprometido em nos abençoar em nossos esforços e propósitos. Ele quer nos levar a construir um relacionamento prazeroso que valha a pena.

4.      O Senhor quer que tenhamos um casamento forte e com êxito. Ele fará o que nós não podemos fazer com as nossas próprias forças.

5.      Vamos separar um tempo para orar ao Senhor e pedir Sua ajuda, e agradecermos por Seu Pacto de compromisso conosco.

 

Entrando em acordo

 

         Busquem um lugar, onde lhes permita estar em privacidade.

 

1.      Escreva brevemente três ou quatro coisas que admira em seu cônjuge.

Ele: _______________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________

Ela: _______________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________

 

2.      Agora cada um compartilhe o que escreveu.

 

3.      Orem com seu cônjuge, agradecendo a Deus por ter dado um companheiro (a), sem se importar com os problemas que estão enfrentando.

 

4.      Antes de terminar, decidam onde, quando e em que hora farão a tarefa juntos durante a semana, antes da próxima reunião de discipulado de casais.

 

 

Nosso tempo: Data: _________________________________ Hora: _________________________

Local: _____________________________________________________________________________

 

 

Colocando em prática

 

         Antes de iniciarem o tempo juntos, repasse este primeiro estudo Casamento – uma relação de Aliança. Comece orando com seu cônjuge. Se comprometa a trabalhar nos problemas que estejam atravessando com a ajuda de Deus. Renove o seu compromisso em continuar com o seu cônjuge apesar das circunstâncias e dificuldades.

            Agora, tirem alguns minutos para responder as seguintes perguntas individualmente.

1.      Que áreas do meu casamento se parecem mais a um contrato do que a um pacto?

 

2.      Em quais momentos tenho focado minha atenção em proteger apenas os meus direitos? Quais os momentos que procuro me sacrificar por meu cônjuge?

 

3.      Compartilhe um exemplo de sacrifício, que algum de vocês deu o melhor de si mesmo.

 

4.      Registre um exemplo de direitos pessoais que devem ser abandonados para estabelecer um pacto no casamento.

 

5.      Escreva brevemente, duas ou três coisas, que mais admira em seu cônjuge.

 

6.      Agora compartilhe suas reflexões sobre estas perguntas com o seu cônjuge. Assegure-se de enfocar o que você tenha feito e não naquilo que o seu cônjuge tenha feito.

 

7.      Juntos, façam uma lista de maneiras em que cada um de vocês demonstrará seu compromisso de pacto durante a semana seguinte.

 

8.      Ore com seu cônjuge agradecendo a Deus por haver lhe dado um companheiro (a), sem se importar com os problemas que possam estar enfrentando.

 

Não existem notícias relacionadas ao Casais de Primeira

Não há galeria de fotos relacionadas ao Casais de Primeira

Fone: (81) 3221-1583
Rua das Creoulas, 120 - Graças - 52011-270 Recife - PE - Brasil
Desenvolvido por Click N - Soluções em Internet